Terça-feira, 28 de Julho de 2009
Omer Bhatti nega ser filho de Jackson

O norueguês Omer Bhatti, de 25 anos, nega ser filho de Michael Jackson. Pelo menos é o que está a ser veiculado pela Imprensa internacional que dá conta de alegadas declarações do jovem dançarino e cantor, as primeiras após a morte do 'rei do pop'.

A história não é nova, embora nunca lhe tenha sido dado muito crédito, até à cerimónia fúnebre do cantor no Staples Center, no centro de Los Angeles, onde Omer Bhatti foi visto sentado na primeira fila junto da família Jackson. A princípio, poucos se aperceberam da presença do jovem norueguês, mas quando foi identificado pela Imprensa, depressa foram relançados os rumores de que Omer poderia ser o primeiro filho biológico de Michael, algo que, aliás, o próprio supostamente havia reclamado alguns anos antes. De resto, com o desaparecimento do músico americano, alguns jornais noruegueses chegaram a avançar com a notícia de que Bhatti estaria a planear fazer testes de ADN para acabar de vez com todas as dúvidas.

Contudo, segundo escreve um diário britânico, que cita uma fonte próxima do dançarino norueguês, Omer terá confidenciado a um amigo em Oslo, onde vive actuamente, que Michael Jackson não é de todo o seu pai. 'Éramos realmente muito próximos. Ele era o meu melhor amigo, mas não era o meu pai', terá afirmado o dançarino.

Recorde-se que Omer Bhatti chegou a viver no rancho Neverland, na Califórnia, para onde se mudou com a família em 1996, quando os pais foram contratados para trabalhar para Michael Jackson, ela como babysitter, ele como motorista. E lá ficaram durante oito anos, período em que o jovem terá tido um relacionamento próximo com o músico.

De acordo com Ricky Harlow, outro amigo de Omer igualmente citado pela publicação britânica, o jovem noruueguês terá dividido a cama com o músico, mas 'nunca sentiu que houvesse algo menos próprio'. Ricky terá acrescentado que 'era tudo muito inocente', fazendo eco, aliás, daquilo que Jackson sempre defendeu quando era confrontado com acusações de pedofilia.

Quanto à inesperada presença de Omer Bhatti no funeral do cantor, o norueguês terá esplicado que se sentia muito próximo da família Jackson. 'Michael costumava dizer-me que eu era como um filho para ele', contou Omer. 'Pedi para me sentar perto da família durante a cerimónia, não por ser seu filho, mas porque me sentia como o amigo mais próximo de Michael', terá revelado o jovem a um amigo.

 



publicado por Princezinha às 09:34
link do post | comentar | favorito

Cusquices recentes

Novo amor de CR7 parecido...

Irina Shayk a sair do ban...

Oprah paga 1,5 milhões a ...

Kardashian revela que esp...

Penélope Cruz vai ser Bon...

Brad Pitt pede aulas a Be...

Eunice Muñoz: “Precisa de...

Philip Hoffman está inter...

Sara Norte já saiu da pri...

Justin Bieber compra casa...

Cusquices antigas

Maio 2015

Julho 2013

Junho 2013

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Por onde ando
pesquisar
 
tags

todas as tags